Mentoplastia: conheça os prós e contras da cirurgia plástica do queixo

Atualizado: 8 de Jun de 2018



A mentoplastia é o nome da cirurgia realizada para tratar a forma do mento, isto é, o queixo dos pacientes (parte que envolve mandíbula, pescoço e o um terço inferior da face) seja para aumentá-lo ou diminuí-lo.

As mentoplastia de aumento são muito mais comuns que as de redução, até porque o procedimento que envolve a segunda é muito mais complexo. Pode ocorrer a avanço ou retração da mandíbula ou avanço ósseo apenas do osso do queixo. Mas é uma cirurgia bem mais complicada com indicação que vai além da estética.


Outros nomes

Cirurgia do queixo, cirurgia do contorno cervical, genioplastia


Indicações da mentoplastia

A mentoplastia é utilizada para correção das mais diversas deformidades funcionais ou estéticas. A indicação do procedimento adequado para corrigir uma deformidade do mento é baseada no tipo e na extensão da deformidade, podendo este ser considerado proeminente (macrogenia), deficiente (microgenia) ou assimétrico. Ainda pode ser indicada para auxiliar no tratamento da apneia obstrutiva.


Critérios para o novo queixo

A mentoplastia deve ser feita analisando o rosto como um todo, para que o resultado final seja mais harmônico com o conjunto. Primeiro deve-se observar como e a forma da mandíbula. É realizada uma análise facial que identifica o perfil de um paciente com desarmonia facial. É imperativo determinar se o que ocorre é uma deformidade de oclusão e/ou esquelética ou se o mento encontra-se apenas projetado ou retraído. Então, a partir dessa análise será determinada o que necessitará para um queixo mais harmônico com o restante da face


Como é feita a mentoplastia

Alguns cirurgiões gostam de iniciar esse procedimento com uma lipoaspiração do pescoço, o que define melhor o contorno mandibular e faz com que seus ângulos ficam mais visíveis. Depois, na mentoplastia de aumento, é colocado um implante ou um novo osso, que pode ser posicionado tanto através de uma incisão na parte inferior do queixo, quanto por dentro da boca.


Quando utilizado implante, cria-se o que os cirurgiões chamam de "loja", para inclusão da mesma. Esse implante pode ser de silicone ou mesmo enxerto de gordura. Já quando há um reposicionamento do osso (seja para aumento ou redução do queixo), ele precisa ser serrado e reposicionado, depois é fixado com placas e parafusos na nova posição desejada. Ou seja, é um procedimento bem mais invasivo.


Não existe obrigatoriedade quanto ao tipo de anestesia para esse procedimento, mas pode ser aconselhado que se use anestesia local associada com sedação quando vai se proceder apenas a mentoplastia. Quando serão associadas outras cirurgias, pode-se optar pela anestesia geral. Entretanto, isso deve ser uma combinação entre o cirurgião e o paciente.

Duração da cirurgia

Quando se opta pela inclusão de implante para aumentar o mento, a cirurgia dura em cerca de uma hora. Se é feito avanço ósseo, o procedimento tem uma duração maior, entre 90 e 120 minutos.

Pós-operatório

A alta é dada no mesmo dia. Quando um implante é colocado, a prótese é mantida imobilizada por cerca de uma semana. Caso tenha sido feita uma lipoaspiração do pescoço em conjunto, ele também fica protegido por uma faixa. Na primeira semana procure não fazer esforço e evite movimentos bruscos no local. A retirada dos pontos, o curativo e uma avaliação pós-operatória é realizada em torno de uma semana depois da cirurgia. Prescreve-se medicação analgésica e antibiótico para reduzir o risco de infecção.


Fonte: Minha Vida



© Copyright 2016.

Todos os direitos reservados.

Dr. André Reda Cirurgia Plástica

CRM - SP 102.016

ACOMPANHE
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

São José do Rio Preto, SP

Rua Amadeu Segundo Cherubini, 379 ​ | São Manoel

Tel:  17 3226-4848

Mirassol, SP

Av. Eliezer Magalhães, 2.809

Tel:  17 3242-6968

Desenvolvido         Novva Comunicação