Quando é indicada a cirurgia plástica após bariátrica


Após uma grande perda de peso, como a que acontece pela cirurgia bariátrica, pode surgir um excesso de pele em alguns locais do corpo, como abdômen, braços, pernas, seios e nádegas, que pode deixar o corpo com uma aparência flácida e com a silhueta pouco definida.


A cirurgia reparadora costuma ser feita em casos de rápido emagrecimento, como após a bariátrica. Nestes casos, a pele, que foi esticada pelo excesso de gordura e não encolhe com a perda de peso, o que causa complicações, não só estéticas, mas que interferem na capacidade de movimentação da pessoa e que acumula suor e sujeiras, provocando assaduras e infecções por fungos.


Além disso, para poder fazer esta cirurgia, também é importante cumprir os seguintes requisitos:


  • Estar com o peso estabilizado, sem estar mais em processo de emagrecimento, pois a flacidez pode reaparecer;

  • Não apresentar tendência para voltar a engordar, pois a pele pode ser esticada novamente e haver mais flacidez e estrias;

  • Ter empenho e desejo em manter uma vida saudável, com prática de atividades físicas e alimentação equilibrada.


Qual o tipo de plástica mais indicado


A dermolipectomia é a cirurgia para retirada do excesso de pele, e existem diversos tipos, de acordo com o local a ser operado, sendo indicada pelo cirurgião plástico de acordo com o grau de flacidez e a necessidade de cada pessoa. Os principais tipos, que podem ser feitos isoladamente ou combinados são:


1. Abdominoplastia


Também conhecida como dermolipectomia abdominal, esta cirurgia retira o excesso de pele formado no abdômen após o emagrecimento, que fica bastante flácida e causa a chamada barriga de avental. Em alguns casos o avental de pele pode provocar infecções de fungos por isso se considera uma cirurgia reconstrutiva necessária e não só estética.


A abdominoplastia é feita puxando-se a pele e removendo a parte em excesso, e pode ser feita em conjunto com a lipoaspiração ou com a junção dos músculos abdominais, para reduzir o volume da barriga e afinar a cintura, dando um aspecto mais magro e jovem. Entenda como é feito o passo-a-passo da abdominoplastia.


2. Mamoplastia


Com a mamoplastia, o cirurgião plástico reposiciona as mamas, retirando o excesso de pele e deixando-as com aspecto mais firmes. Esta cirurgia também é conhecida como mastopexia, e pode ser feita isoladamente, ou com a colocação de próteses de silicone, o que pode aumentar os seios, para mulheres que desejarem.


3. Cirurgia de contorno corporal


Também conhecida como body lifting, esta cirurgia corrige a flacidez de diversos locais do corpo de uma só vez, como tronco, abdome e pernas, dando uma aparência mais tonificada e delineada ao corpo.


Este procedimento cirúrgico também pode ser feito em conjunto com a lipoaspiração, que ajuda a remover o excesso de gordura localizada, afinar a cintura e causar um aspecto anda melhor.


4. Lifting dos braços ou das coxas


Este tipo de cirurgia também é chamado de dermolipectomia dos braços ou coxas, pois remove o excesso de pele que prejudica a estética e que dificulta a movimentação e atrapalha atividades profissionais e do dia-a-dia.


Nestes casos, a pele é esticada e reposicionada, para remodelar a região desejada. Entenda como é feita a cirurgia e como é a recuperação do lifting da coxa.


5. Lifting facial


Este procedimento remove o excesso de flacidez e gordura que caem sobre os olhos, bochechas e pescoço, ajudando a suavizar as rugas e rejuvenescer o rosto.


O lifting facial é muito importante para melhorar a auto-estima e bem-estar da pessoa que passou por um emagrecimento muito intenso.


Como é a recuperação da cirurgia


A cirurgia reparadora tem a duração de cerca de 2 a 5 horas, com anestesia geral ou local, o que varia de acordo com o tipo de procedimento e se há outras técnicas associadas, como a lipoaspiração.


O tempo de internação é de cerca de 1 dia, com necessidade de repouso em casa por um período de 15 dias até 1 mês.


Durante o período de recuperação é recomendado utilizar medicamentos analgésicos para dor, prescritos pelo médico, evitar carregar peso e voltar às consultas de retorno agendadas pelo cirurgião para reavaliação, geralmente após 7 a 10 dias. Em muitos casos pode ser necessário fazer profilaxia antitrombótica, tomando remédios que afinam o sangue, sob orientação médica.


Fonte: Tua Saúde

© Copyright 2016.

Todos os direitos reservados.

Dr. André Reda Cirurgia Plástica

CRM - SP 102.016

ACOMPANHE
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

São José do Rio Preto, SP

Rua Amadeu Segundo Cherubini, 379 ​ | São Manoel

Tel:  (17) 3121-7074 - WhatsApp: (17) 99146-7762

Mirassol, SP

Av. Eliezer Magalhães, 2.809

Tel:  (17) 3242-2811

Desenvolvido         Novva Comunicação