5 pontos importantes sobre o tratamento contra o tumor de pele


O tumor de pele, ao mesmo tempo em que é o tipo de câncer mais comum no ser humano, também é o que mais oferece chance de cura. Um dos procedimentos mais indicados contra a doença é a excisão de pele, que consiste na remoção da pele lesionada e de uma pequena região ao redor dessa área – a chamada margem de segurança - por meio do corte, o que vale tanto para lesões benignas quanto malignas.

Para que esse tratamento padrão seja bem sucedido, no entanto, é preciso se atentar a alguns pontos importantes do pré, durante e pós-operatório. Veja abaixo cinco deles:

Como se preparar para essa cirurgia?

As recomendações variam de caso a caso e serão informadas pelos médicos, mas sempre há um protocolo básico que deve ser seguido. É muito importante informar ao cirurgião todos os medicamentos e/ou suplementos que você está tomando para que ele consiga dizer quais devem ter o uso interrompido e quais podem continuar sendo tomados. Lembre-se também de sempre usar roupas mais confortáveis, que sejam fáceis de vestir e evitem apertar qualquer área do corpo.

Como é realizado o procedimento cirúrgico?

Como já explicado acima, a excisão de pele acontece basicamente com a extração da pele lesionada, acompanhada de uma pequena região ao seu redor (a margem de erro). Antes disso, claro, a área a ser operada é totalmente esterilizada e demarcada com caneta, para somente então aplicar a anestesia. Após a remoção da pele cancerosa, o tecido é novamente reunido com pontos ou, em casos de menor incisão, a área é deixada aberta para cicatrizar naturalmente. Quando a incisão é muito grande, no entanto, geralmente se faz necessário um enxerto de pele ou o deslocamento de um tecido de região próxima para ajudar a cobrir a ferida.

Que cuidados devo tomar após a operação?

A cicatrização de uma excisão de pele costuma ser bem tranquila. Faça o acompanhamento médico na frequência recomendada para ter a recuperação devidamente monitorada e, mesmo após a total recuperação da cirurgia, procure o acompanhamento regular de um dermatologista. Apesar da alta taxa de cura após uma excisão, sempre existe um pequeno risco de recorrência do câncer e, o quanto antes detectado, melhor para o paciente.

Quais resultados posso esperar da cirurgia?

Além da cura do tumor, também espera-se sempre que a qualidade estética da pele do paciente pós-excisão seja a melhor possível, mas ela pode variar de caso a caso por diferentes fatores. Além da técnica do cirurgião e o tipo do câncer, a região do corpo a ser operada e a capacidade de cicatrização do paciente também influenciam diretamente no aspecto final da pele. Apesar da ciência de que a estética também é importante e a busca pelo melhor resultado possível, a prioridade sempre será a cura do paciente.

Quem não pode fazer excisão de pele?

A excisão de pele tem as mesmas contraindicações que qualquer outra cirurgia de mesmo porte. Em casos de lesões pequenas, cuja operação pode ser feita de forma mais simples, com anestesia local em um ambulatório, há contraindicações somente para doenças de coagulação graves, uso de anticoagulantes e algum tipo de alergia/reação ao anestésico local. Também há a avaliação de caso a caso para casos de graves doenças sistêmicas, idade avançada e/ou uso de marca-passo. Se for identificado algum tipo de risco para a realização do procedimento, o médico deve indicar uma forma alternativa de tratamento, como uso de pomadas ou terapia fotodinâmica.

© Copyright 2016.

Todos os direitos reservados.

Dr. André Reda Cirurgia Plástica

CRM - SP 102.016

ACOMPANHE
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle

São José do Rio Preto, SP

Rua José Picerni, 540​ | São Manoel

Tel:  17 3226-4848

Mirassol, SP

Av. Eliezer Magalhães, 2.809

Tel:  17 3242-6968

Desenvolvido         Novva Comunicação